Preparando o quarto e relaxando

Gravidez de muito trabalho, mas também um descanso merecido

gravidez-relaxando

Sexta-feira, feriado, todos viajando, na praia ou piscina e eu na missão “quarto do João”.

Quer dizer, eu sozinha, não. Mas a missão está sendo cumprida.

Finalmente o pedreiro começou a obra no quartinho. Obrigada, mamãe respira aliviada. Na verdade, ele não vai fazer muita coisa, apenas trocar o piso, acredito que na segunda-feira ele finalize isso.

De resto, o papai que vai fazer. Vai colocar o rodapé, roda meio (descobri ontem que aquela ripa de madeira que a gente coloca no meio da parede, como se fosse uma faixa, se chama roda meio), vai passar massa na parede, pintar.

E na sexta-feira fomos na Leroy Merlin comprar o material faltante da obra para deixarmos tudo do jeitinho que queremos. Fomos eu, o príncipe pai e minha mãe.

gravidez-leroy-merlin

Papai sofre sempre. Quem lembra da foto dele na mala do carro, apertadinho, voltando da feira gestante e bebê?

Minha mãe é muito moderna, disse pra tirarmos uma "selfie". Está aí nossa selfie

Minha mãe é muito moderna, disse pra tirarmos uma “selfie”. Está aí nossa selfie

Nossa, é um sonho poder escolher tudo do zero pra um ser que você vai ensinar tudo do zero.

Todos os mínimos detalhes do quarto do meu filho foram escolhidos e pensados por mim e pelo papai durante a gravidez.

Por esses dias eu parei pra pensar: “Será que vai ficar bom quando juntar tudo?”. Nunca fiz isso, é a primeira vez. E esse medinho bateu do nada.

Ontem foi folga do pedreiro, mas não do papai. Papai começou a fazer a parte dele na obra. Tadinho, dá uma peninha vendo ele trabalhar nisso sozinho, mas realmente não posso ajudá-lo. O cheiro da massa é muito forte, tive que ficar trancada no quarto. Gravidez tem dessas coisas.

Quando acabou o “trabalho”, resolvemos sair pra almoçar (mesmo já sendo bem tarde pra isso). Fomos a um bar que quero muito recomendar à vocês, o Benditho Bar. Tudo uma delícia e o preço super justo.

Pedimos de entrada dois croquetes de carne com mostarda preta que estavam dos Deuses, bem crocante por fora e molinho por dentro.

foto 1 (3)

 

De prato principal, uma carne de sol acebolada, com queijo coalho e manteiguinha de garrafa. Hmmm, tava morrendo de desejo de uma carninha de sol.

gravidez-carne-de-sol

Essa tábua custou por volta de R$45,00

Príncipe pai pode se dar um luxo de uma cervejinha (lá eles têm um cardápio só de cervejas importadas e artesanais) e, enquanto ele fechava com um caldinho de feijão, eu fechei com uma sobremesa maravilhosa, mini churros recheados e sorvete de creme.

gravidez-caldinho-de-feijao

R$10,90 o caldinho

gravidez-benditho-bar

R$14,90. Meu Deus, tava muito bom. O churros quentinho, crocante e o sorvete quebrando com o geladinho

gravidez-cerveja

R$18,90

O Benditho Bar fica na Rua Balthazar Lisboa, 47 (esquina com a Rua Pereira Nunes) – Vila Isabel – Rio de Janeiro.

Vale dar uma conferida. Ainda mais porque, por esses dias, eles estão participando do concurso Comida di Buteco e o cardápio do concurso parece ser uma delícia. Ristoto de carne seca, abobrinha e queijo. Nham, nham. Fazendo a felicidade de uma grávida.

Muito bom poder aproveitar esse tempinho à sós com o príncipe pai, porque a gente sabe que esses dias estão contados. Em breve terá um terceiro integrante na família que vamos levar para todos os cantos emboladinho com a gente.

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Anúncios

Chá do João

Desde o início da gravidez, comecei a preparar meu chá de bebê

E finalmente nesse sábado, dia 05/04, aconteceu o chá de fraldas do meu príncipe João.

gravidez-cha

Foi um sonho realizado. Para alguns pode parecer besteira, mas pra mim foi como uma festa de comemoração da nova etapa da minha vida. Foi como se dissessem: Agora a gravidez é pra valer, ele tá chegando pra você.

Conseguimos reunir pessoas tão queridas pra gente, tudo num lugar só. Isso realmente não tem preço.

gravidez-amiga-filhas

gravidez-amigas

gravidez-amiga

Cada detalhe foi pensado por mim, eu fiz questão de escolher tudo, de fazer o máximo que eu conseguisse sozinha, deixar tudo com o meu jeitinho. E fiz cada detalhe com muito amor, sempre pensando no chegada do meu príncipe.

10157340_496754837113555_2143656059_n

Ah, sim! E em tudo, pude contar com a ajuda do papai, um parceirão meu e do João, desde o início da gravidez. “Bateu perna” comigo no Mercadão de Madureira, na Rua da Alfândega, virou noites pintando acessórios de decoração e na arrumação então, sem comentários.

Bom, muita gente está me perguntando o que eu pedi para levarem e se valeu a pena.

Pedi que levassem fraldas nos tamanhos M ou G das marcas Pumpers, Turma da Mônica e Bummis (essa última não é muito conhecida, mas todo mundo fala muito bem dela e é bem mais em conta que as outras duas) + lenço umedecido ou pomada.

Não pedi fralda P porque geralmente não se usa muito. Quer dizer, até usa, mas usa mais M e G. Então eu estou comprando aos poucos a P (inclusive comprei algumas na feira da Gestante e Bebê porque tava super em conta). E RN (recém nascido) só vou comprar se tiver necessidade, porque tem criança que nem chega a usar.

Claro que todo esse lance de tamanho varia muito de criança pra criança, o que eu fiz foi pensando na maioria.

Além disso, eu fiz uma lista de enxoval na Abra Cadabra e na Baby.com.br porque muitos também me perguntavam (ainda perguntam) do que estamos precisando. Então achei esses dois sites que você consegue colocar sua lista, que nem lista de chá de panela, e quando as pessoas compram, vai direto pro seu endereço. Achei sensacional. Não sabia que existiam sites que faziam listas de chá de bebê.

Não me recordo agora de ninguém que tenha ido e não levado fraldas. Ao todo foram mais de 2200 fraldas, o que contabilizamos e dá, em média, R$1841,00.

gravidez-fraldas

Fora lenço umedecido que ganhamos dois sacos grandes cheios (ainda não contabilizamos, mas pretendo fazer isso essa semana ainda). Pomada quase não ganhamos, acho que foram umas 5, no máximo.

No geral, todos seguiram o que pedimos. De diferente só ganhamos uma tamanho RN, uma tamanho P e duas GG. O que gostamos, porque já iríamos comprar desses tamanhos, só não queríamos em muita quantidade.

Mas sim, tiveram duas pessoas que nem leram meu pedido e levaram duas marcas de fralda que nunca ouvi falar. Vou experimentar nele, vai que ele se dá bem com as marcas, né?!

Fora que ganhamos muuuuuuuuitos presentes, mesmo!

Não, não fiz nenhum tipo de brincadeira. Primeiro porque não tinha o que adivinhar, já que eram fraldas. Segundo, que acho chatinho e os pais ficam horrorosos. Mas essa é a minha opinião, ok? Eu não quis pro meu chá, mas se você acha legal, tem mais é que fazer mesmo.

Claro que não podia deixar passar em branco, então segui a idéia de uma amiga e passei no chá com um batom vermelho e um lápis de olho. Todas as mulheres passaram o batom, deram um beijo na barriga, ou seja, no João, e depois assinaram seu nome. Amei o resultado e a mulherada ficou maluca. Foi bem legal!

10177302_792420100786201_313034430270958238_n

 

Mais cedo foi um show de horror enquanto arrumávamos a decoração e tudo mais. Eu já estava uma pilha, ansiosa, aí tudo começou a dar errado, eu chorava horrores, passei mal, vomitei, mas no fim deu tudo certo.

Foi maravilhoso, não paro de pensar nesse dia. No final, eu fiquei tão cansada que me sentia mega pesada (mais do que já estou). E depois que deitei, não conseguia levantar de tanta dor nas pernas e nas costas. Mas aquela dor que diz que tudo valeu a pena.

Depois que a fotógrafa e minha amiga mandar as fotos oficiais, vou postar aqui pra vocês terem uma idéia melhor de como foi.

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo, contar sua história ou tirar dúvidas, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Dúvidas novas, dúvidas antigas, sempre dúvidas

Durante a gravidez, cada minuto é um flash

gravidez-novidades

Nossa, parece que tem um século que não escrevo aqui. Mas não pense que abandonei vocês, longe disso. É que a vida embolou nesses dias.

Ainda estou tentando postar aos finais de semana, mas por enquanto não to conseguindo, porque estou deixando para resolver as coisas do chá, do quarto do João e ainda é o único tempo que me resta pra estudar pra faculdade. Mas vou me organizar melhor pra conseguir fazer isso tudo e ainda escrever aqui.

Na segunda-feira, foi dia de ir na Dra. Izabel pra ver se tá tudo bem comigo e com o João, então foi muito corrido o dia e não consegui passar aqui.

gravidez-ouvindo-o-bebe

Fiquei toda feliz porque contei pra ela sobre esse blog e ela ficou super animada, entrou na hora no blog, disse que tava fofo, que eu escrevo bem (melhor elogio que eu possa receber) e que é ótimo eu fazer esse cantinho mesmo. Ainda guardou o endereço do blog e disse que ia entrar depois e olhar de novo com mais calma. Ganhei meu dia, né?!

Contei pra ela o quanto esse cantinho tem sido importante pra mim. Pra eu mesma poder acompanhar meu desempenho, minhas dificuldades e até sensações novas que acabam por passar despercebidas. E também porque o retorno que eu tô tendo está sendo maravilhoso tanto por aqui, quanto pelo Facebook, pelo Instagram, por e-mail. Essa troca de figurinhas tem sido fundamental na minha gravidez.

Marcamos a data de chegada do meu baby, dia 9/6/14. Eu não sabia, mas ela disse que na cesárea, ela prefere fazer o parto com 38 semanas.

gravidez-parto-cesarea

É uma emoção tão grande marcar a data certa de chegada do amor da sua vida. A data do encontro mais importante do mundo, meu e do meu filho. Fiquei totalmente radiante com isso. Saí contando pra todo mundo.

Além disso, levei minha listinha de dúvidas. Algumas vou falar aqui hoje, outras vou deixar um post inteiro pra cada uma delas.

Bom, acho que todo mundo sabe que durante a gravidez não se pode pintar cabelo. Mas eu tinha lido que podia sim, a partir do 3º mês. Apesar de já estar no 7º, resolvi perguntar pra Dra. antes de fazer qualquer coisa, até porque minha amiga que tá no primeiro trimestre tinha essa dúvida também.

O que ela me disse é que NÃO PODE! Que talvez bem no finalzinho da gestação, até ela libere dependendo da situação. Que, na verdade, não existe nenhum estudo que comprove que faz mal, mas também não existe nenhum que comprove que não faz mal. Não queremos pagar pra ver, né? Eu tô bem aqui com as minhas californianas naturais. rsrs

Eu ando também sentindo uma dor muito forte do lado direito, bem próximo do quadril, enquanto eu ando. Me parecia muito com aquela famosa “dor de veado” que sentimos quando bebemos algo e dançamos ou fazemos algum exercício. Mas é bem mais forte, é tão forte que eu nem consigo continuar a andar, preciso parar, esperar um pouco.

gravidez-caminhar

A obstetra me explicou que é normal, essa dor é de ligamento. Porque o útero se estende muito e às vezes esse ligamento dói mesmo. Nesse caso, é só dar uma paradinha, dar uma massageada de leve no local, que passa. Sem necessidade de remédio, nem nada. Só massagear um pouquinho, que já melhora.

Vejo também muitas mamães em dúvida (nos grupos que faço parte no Facebook) porque o bebê não se mexeu por algum período e sempre perguntam quanto tempo é normal o bebê ficar sem chutar.

A Dra Izabel primeiro me explicou que bebê não chuta, ele se mexe, muda de posição. E que não tem um período certo para se considerar normal o bebê não se mexer. Às vezes ele se mexe e a gente não sente ou porque foi de leve ou porque está dormindo, vai depender muito. Então desencane se não sentir seu bebê mexer, ok?!

Por último, perguntei se havia algum problema em eu ir num enterro. O Tio Avô do príncipe pai faleceu e eu fiquei sabendo enquanto aguardava a consulta naquele dia. Óbvio que fiquei mega triste, mas tentei me controlar pelo meu bem e pelo bem do meu filho. Mas fazia questão de ir lá me despedir de uma pessoa tão querida quanto ele foi, principalmente porque ele me lembrava muito meu avô que eu perdi quando criança, era como se fosse um elo que ainda tivesse com meu avô quando eu o tinha por perto.

A Dra. me explicou que ir em um enterro não existe nenhum risco de infecção, nem nada do tipo. O risco é apenas emocional, de me abalar muito e isso acabar fazendo com que eu passasse mal. Expliquei que eu estava tranquila, mas que em casa me sentiria mais angustiada do que lá. Então ela me liberou, disse apenas que quando eu chegasse em casa, tirasse a roupa, colocasse pra lavar e tomasse um banho.

gravidez-tristeza

Ontem fui ao enterro. Quando achei que iria me desestabilizar, no momento da oração, saí da capela e fiquei sentadinha do lado de fora. Quando achei que era o momento, entrei de novo. Foi bem tranquilo, fui acompanhando o caixão com calma, apesar de ser uma escadaria sem fim no cemitério. No final, quando comecei a não me sentir bem, fui embora.

Cheguei em casa mais do que exausta, fiz o que a Dra me recomendou e dormi como uma pedra, não fui trabalhar e nem à faculdade, realmente estava muito cansada.

Hoje tô nova e muito feliz, pois completo 28 semanas de gravidez. Meu príncipe tá quase aí, faltam 75 dias, e só consigo focar nisso.

Um beijo,

Nanda 😉

Para falar comigo, contar sua história ou tirar dúvidas, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Entrando no terceiro trimestre

Entrando no terceiro trimestre, na reta final da gravidez

gravidez-reta-final

Hoje estou completando 27 semanas de gravidez. Estou entrando no 7º mês (lembra que eu disse que a contagem de semanas é diferente? Se não lembra, tô colocando a tabela de contagem aqui embaixo) e no último trimestre, finalmente a reta final.

gravidez-contagem-semanas

Li que nesse período ele abre e fecha os olhos, chupa dedo (morri de tanta fofura, já quero ver isso) e tem até soluços que podem ser sentidos por mim (se eu senti algum, não percebi o que era).

Vi também que hoje é dia de São José. Eu vou ter o João na Casa de Saúde São José e, ainda hoje, pedirei à ele uma boa hora para mim e pro meu filho.

Pra comemorar o “aniversário” de gravidez, fui fazer a ultra e ver meu príncipe. Dessa vez quem me acompanhou foi minha amiga e dinda de toalha do João (depois vou fazer um post explicando sobre padrinhos), a Fabi.

gravidez-ultrassom

Mas acho mesmo que ele puxou a mãe, tem um péssimo humor matinal – inclusive, a Fabi disse que acha que ele vai ser mau humorado, porque dizem que o bebê puxa o temperamento da mãe durante a gravidez – Sempre que a ultra é de manhã, ele fica quietinho, quando é de tarde é que ele fica até pulando. rsrs. Mas hoje ele abusou, hein! Estava dormindo, de costas e nada do que o médico fez, acordou ele. O médico sacudiu minha barriga, ficou cutucando ele e não era nem com ele. Espero que esse sono pesado seja também quando ele nascer. rsrs

Apesar dele não ter dado nem um tchauzinho pra mamãe e pra dinda, é muito bom poder vê-lo, saber que tá tudo bem (918g e 33cm) e, principalmente, ouvir o coraçãozinho dele batendo bem forte (159bpm). Antes eu sempre chorava quando ouvia, por saber que esse coraçãozinho fazia parte de mim literalmente. Hoje não chorei mais, mas tive uma vontade louca de entrar naquela tv e agarrar meu amor. Não é louco você ter dois corações em um corpo só? E mesmo depois que ele nasça, e aquele coração não fique mais dentro do meu corpo, ele sempre vai pertencer à mim, sempre vai ser um pedaço de mim fora de mim.

Olha aqui o vídeo desse coração batendo bem forte dentro da mamãe:

Meu filho, eu tô louca pra te conhecer. Obrigada por ter dado outro sentido à minha vida, ver você crescer dentro de mim é inexplicável. Sou uma pessoa muito melhor por causa de você.

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@gmail.com

Final de semana de preparação

Acredito que o mais legal da gravidez seja toda essa preparação para a chegada do bebê

gravidez-preparaca-chegada-bebe

Oi, como foram de final de semana? Confesso que fiquei com saudade de escrever aqui no nosso cantinho, mas pelo Facebook e Instagram mantive contato com todos, recebi várias dicas por lá também. Segue o blog no Instagram (@blogmaenaodorme) e no Facebook (http://facebook.com/maenaodorme) e vamos trocar figurinhas.

Bom, esse final de semana foi inteiramente dedicado a chegada do João, mais nada.

gravidez-preparar-chegada-bebe

Pra começar, acordamos bem cedinho no sábado (isso mesmo, nunca pensei que diria isso, eu acordando cedinho no sábado, a gravidez faz milagres numa pessoa) e fomos ao centro da cidade comprar o restante das coisas do chá de fraldas. Ficamos lá até o comecinho da tarde e, acredite, não conseguimos comprar tudo. Mas faltam só algumas coisinhas.

Enquanto a gente tava lá no centro da cidade, entregaram lá em casa os móveis do quartinho dele. Tá tudo desmontado e embalado ainda, mas é muita emoção. Enfim as coisas estão tomando forma, nem acredito.

A obra vai começar em breve e enquanto isso não vamos montar  os móveis, só quando  ela tiver terminada.gravidez-pintar-quarto-bebe

Enquanto isso aquele colchãozinho pequetitito fica me encarando toda vez que passo por ele e dá vontade de agarrar como se o João já tivesse nele, dá vontade de cheirar como se já tivesse o cheirinho dele.ela tiver terminada de vez.

Já ontem fiquei praticamente o dia inteiro no computador fazendo as artes das tags de lembrancinhas e de tudo que vou personalizar no chá. Deu um mega trabalho, mas eu amei cada segundo gasto. Queria muito mostrar pra vocês já, mas vou me segurar e só vou mostrar depois do chá.

Enfim, ainda falta muito detalhe pro chá, porque eu quero tudo do jeitinho que sempre imaginei. Sim, imaginei esse dia por diversas vezes já antes mesmo da gravidez. Cada detalhezinho, se eu fechar os olhos, posso ver. E quero participar de tudo. Estou escolhendo tudo sozinha (claro que com auxilio do príncipe pai e de amigos) e tentando fazer sozinha o máximo possível.

Parece até um sonho, eu preparando todas essas coisas para o MEU filho. Tô amando essa fase, toda mulher deveria passar por ela em algum momento da vida. A gravidez transformou a minha vida e eu só tenho a agradecer por isso.

A semana vai ser corrida e nem tô me importante, eu quero é mais!!!!!!!

gravidez-atarefada

Ah, sobre o post anterior. Hoje consegui marcar uma ultra (a correta) pra quarta-feira agora, dia 19, e adiei a obstetra pra segunda-feira que vem, dia 24. Muuuuuito feliz que vou ver meu príncipe essa semana. Finalmente! Contando os segundos pra isso.

Um beijo,

Nanda 🙂

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Aquela maldita ansiedade

Não adianta, uma das coisas que vem com a gravidez é a aquela nossa velha conhecida, a ansiedade

gravidez-ansiedade

Pra mim, não existe lugar melhor pra se pensar na vida do que o ônibus. Não que eu goste de andar de ônibus, longe de mim. Mas eu sempre consigo colocar meus pensamentos em ordem durante o trajeto que faço.

Quando eu venho trabalhar, venho pensando sobre o que vou escrever no dia. Hoje achei que estaria sem assunto, mas é impossível ficar sem assunto na gravidez.

gravidez-pensando-no-onibus

Então resolvi compartilhar com vocês a minha ansiedade.

Sou uma pessoa ansiosa por natureza e, obviamente, que a gravidez aumentou essa ansiedade umas 1000x.

Perdi as contas de quantas vezes já sonhei que o João nascia.

gravidez-sonhar

Sonho com ele nascendo e não tendo nada pronto, nem quartinho, nem a mala da maternidade. Sonho que não dá tempo pro chá. Sonho que não dá tempo de avisar para as pessoas.

E sempre acordo muito agoniada com tudo isso.

Ontem fiz 26 semanas e o enxoval já está praticamente completo. Ganhamos muita coisa, compramos muita coisa também na feira da Gestante e Bebê (vou falar disso em um outro post pra vocês).

Mas, apesar do enxoval está quase pronto, ainda não começamos a obra no quarto dele e isso tá me angustiando imensamente. Minha casa tá um uma zona sem fim, cheia de coisas que ainda não podemos colocar no lugar. O príncipe pai é muito calmo, sem pressa de nada. Isso me angustia ainda mais. Porque faltam só 3 meses pro João chegar, tenho mais medo ainda dele chegar antes da data. E a ansiedade vai crescendo.

Fora a obra, tem o chá. Vou fazer o chá de fraldas em abril e resolvi organizar tudo praticamente sozinha. A parte boa é que muita gente se ofereceu pra ajudar, mas eu queria participar de tudo, sabe?! E a data tá se aproximando, eu ainda não vi tudo e a ansiedade vai crescendo.

Como se isso já não bastasse, tem os gastos que terei no parto, porque o plano não cobre tudo. O anestesista não aceita plano, mas o plano reembolsa alguma coisa. A porcentagem do reembolso só irei saber depois. A instrumentadora, na hora, o pedido vai pra análise, pra ver se o plano reembolsa ou não e o valor que reembolsaria. A pediatra, o plano não reembolsa nada. Ou seja, vou morrer nesse dinheiro, que não é pouco. E a ansiedade vai crescendo.

Tenho tido surtos que chamo de psicóticos. Estou perdendo a paciência muito rápido e por tudo. Outro dia dei um show com o príncipe pai porque ele deixa os armários da cozinha todos abertos. Depois fiquei pensando: tudo isso por causa de armário, totalmente sem necessidade. E fui pedir desculpas por isso.

gravidez-ansiosa

Sem contar quando começo a chorar do nada. Eu sempre fui uma manteiga derretida, a gravidez só intensificou isso. Choro com medo de não dar conta, sabe?! Uma vidinha vai depender de mim e eu não sei fazer absolutamente nada. O que me tranquilizou um pouco foi num surtos, numa tentativa de me acalmar, o Leandro me dizer que ninguém sabe fazer nada quando tem o primeiro filho. Mas e se eu não levar jeito pra coisa? Tem gente que tem o dom, né?! E se eu não for uma dessas pessoas?

Por conta de toda essa ansiedade eu voltei a roer unhas, coisa que eu não fazia desde criança. E não adianta ela estar pintadinha, em roo mesmo assim. Coloquei unhas postiças e não aguentei, tive que tirar, pra poder roer as unhas. Quando não tem mais unha, eu roo a pele.

Minha vida toda, sempre curei minha ansiedade com chocolate. Eu sinto uma vontade absurda de comer chocolate agora. Tento evitar, mas, na maioria das vezes, é mais forte que eu (apesar de eu saber que estou totalmente errada por isso).

Estou tentando controlar, porque ficar assim não vai resolver nada que eu preciso resolver e nem vai fazer o tempo passar mais rápido. Além disso, não faz bem pra mim e nem pro João, né?!

Procuro ler livros, ver filmes, me manter ocupada sempre. Difícil está sendo me concentrar, mas estou tentando.

Ai, vem logo, João, pra acabar com minha ansiedade.

Beijos,

Nanda 😉

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

O parto é decisão sua

Durante a gravidez, uma das decisões mais importantes é a do parto

gravidez-parto
Apesar da gravidez do João ter pego a gente de surpresa, pois não estávamos planejando, eu sempre sonhei em ficar grávida. Talvez eu seja maluca, mas sempre fiquei me imaginando de barriga e escolhendo todos os passos que iria seguir, até a decoração do quarto.

gravidez-sonho

Óbvio que na teoria tudo é lindo, mas quando você realmente fica grávida, a maioria das suas escolhas não cabem na sua realidade ou até você mesma muda de opinião.

Dentro dessas escolhas, uma não mudou: Eu nunca tive o sonho de fazer parto normal, sempre pensei que cesária seria a melhor opção pra mim.

Acho o parto normal LINDO! Admiro quem o faz e respeito a decisão da pessoa. E gostaria que o respeito fosse mútuo quanto à minha decisão.

As pessoas me julgam muito quando eu digo que quero cesárea. Me chamam de covarde, que é burrice minha, dizem muitas coisas que acabam me ofendendo muito, porque me sinto a pior mãe do mundo. Já chorei muito sozinha por esse motivo.

Até o príncipe pai já me julgou, disse que eu tinha que fazer normal. Na primeira vez, eu até brinquei com ele. Disse que eu faria normal, mas que apertaria os “troços” dele toda vez que sentisse contração e que apertaria na mesma intensidade da contração. Da segunda vez, ele me chamou de covarde e eu fiquei extremamente triste, chorei com ele e chamei ele pra conversar. Expliquei que é uma decisão muito importante e que só cabe à mim decidir o que fazer, pois o corpo é meu. E que o papel dele era me apoiar, INDEPENDENTE de qual fosse essa decisão, porque eu já estarei nervosa o suficiente na hora. Preciso desse apoio dele para me sentir segura. Ele super entendeu o meu lado e hoje ele é um dos que mais me apoia.

gravidez-mao-dada-pai

Quando fui à Dra Izabel pela primeira vez, eu fiquei com vergonha de dizer que eu queria cesárea, com medo do julgamento dela. Ela disse pra eu parar de bobeira, porque não existe um melhor parto, existe sim um melhor parto para cada pessoa. Que não adianta nada eu ir nervosa e ir com medo fazer um parto normal, pois não vai ser legal nem pra mim e nem pro meu bebê.

Mas explicou que era importante eu pesquisar sobre todos os tipos de parto, que não era necessário eu decidir isso naquele momento, mas que era importante eu conhecer cada tipo para eu tomar a decisão correta para mim.

Acabou que eu tive um pequeno problema durante a gravidez e não posso mais fazer normal, nem que eu quisesse. É ridículo, mas até me senti aliviada por isso, porque agora não respondo que quero fazer cesárea, respondo que não posso fazer normal. Aí ninguém me julga.

gravidez-julgamento

A minha dica é que durante a gravidez, você vá se informando sobre cada tipo de parto e entenda que cada pessoa é diferente da outra. Conheço pessoas que se deram super bem no parto cesárea e na recuperação, outras que tiveram algum tipo de complicação. Mas também conheço quem teve um parto normal maravilhoso e quem teve problemas durante o normal.

Você tendo isso na cabeça, de que você é única e que não pode se comparar com outras pessoas, tenho certeza que irá fazer a melhor decisão.

Vejo pessoas brigando em grupos sobre qual é o melhor tipo de parto, sem respeitar o próximo e fico muito triste com isso. Eu respeito e apoio a sua decisão e espero esse respeito e apoio de volta.

Beijos,

Nanda 🙂

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com