Mas pra que serve esse famoso colar de âmbar?

11026000_1784586818433564_816133807467833647_n

Sempre que posto uma foto do João no instagram @blogmaenaodorme, pelo menos uma pessoa pergunta que cordão é esse que ele usa e para que serve. Por isso resolvi escrever esse post de hoje esclarecendo todas as dúvidas que recebo sempre.

O cordão que o João usa é o colar de âmbar. Uso nele porque minimiza os incômodos e sintômas causados por conta dos dentinhos que estão nascendo. Ele pode também ter um efeito positivo sobre alergias, eczemas, erupções cutâneas, cólicas e doenças respiratórias, melhora o sono e a imunidade

É mágica? Não! É crença religiosa? Não! É medicina natural, uma tradição antiga na Europa e que chegou no Brasil cerca de uns quatro anos.

Confesso que, como muitas mães, só fui conhecer o colar quando a Gisele Bündchen postou uma foto dela com a filha e a filha usava. Daí fui pesquisar o que era, pesquisei depoimentos de mães que usavam no filho. Só encontrei depoimentos positivos e achei que seria a solução da minha vida. Depois que comprei vi que a Bárbara Borges também tinha postado foto do filho com o colar. Mas nessa foto ela também usava um e vi que para adulto funciona bem para outras coisas, mas não me aprofundei nessa pesquisa porque meu foco mesmo era pro João.

barbara-borges-mae-nao-dorme

gisele-bundchen-mae-nao-dorme

Eu sei que não existem estudos que comprovem a eficácia do uso do colar, o que existem são experiências pessoais e nelas que me baseei. Bem verdade também que depois que virei mãe eu tento de tudo que dizem que dá certo. Obviamente que não faço receitas milagrosas e nem malucas, mas tudo que acho que cabe na minha realidade, eu tenho. Algumas realmente dão certo, outras nem tanto. O âmbar foi uma das coisas que super funcionaram.

Eu comprei quando ele tinha uns dois ou três meses. Usei bastante, mas como ele não tinha nem sinal de dente, acabei tirando e esquecendo. Eis que os dentes começaram a nascer, ele tava super chatinho, chorando, sentindo dor e uma amiga me lembrou do colar. Coloquei de novo nele e, de verdade, ele virou outra criança, mudou da água pro vinho. Desde então nunca mais tirei dele e ele nunca mais sofreu com esses pequenos e chatinhos dentinhos.

O âmbar não é uma pedra, é uma resina vegetal que se tornou fóssil há aproximadamente 50 milhões de anos e é encontrada principalmente na região dos Bálticos. Nele se encontra o ácido succínico que fortalece o sistema imunológico, estimula o sistema nervoso e melhora o metabolismo. Por isso ele atua como um analgésico e antiinflamatório natural. Ele deve sempre estar em contato com o corpo, embaixo da roupa do bebê, porque o  contato com a pele faz com que as continhas do colar se aqueçam e liberem quantidades vestigiais do ácido succínico no corpo.

Existem muitas imitações e, inclusive, muita gente vendendo como se fosse verdadeiro. Então tome cuidado na hora de comprar. Você pode exigir o certificado de autenticidade. Mas também pode fazer alguns testes caseiros.

O primeiro consiste em colocar uma ou duas gotas de acetona/álcool em uma das contas do colar. Se ficar viscosa, pegajosa ou alterar a cor, não é âmbar.

O segundo teste consiste em misturar uma parte de sal com duas de água, dissolver e colocar o colar. Se boiar, é autêntico.

Além disso, quando você encosta no âmbar vai sentir que ele é morno, as imitações dele são mais frias.

O colar tem um nó entre cada conta. Assim, caso ele rompa, não caem todas as continhas, apenas uma. O fecho é de rosquear e coberto por âmbar para que o bebê não consiga abrir.

colar-ambar-mae-nao-dorme

O João se acostumou super bem, não incomoda em nada nele, ele não fica tentando puxar, nem nada disso. Quanto mais cedo ele usar, mais fácil dele se acostumar. É indicado desde os dois meses até dois anos de idade.

Eu não tiro pra nada, nem pra dormir, assim ele tem maior efeito terapêutico. Porque ele é seguro, é feito para se romper fácil caso haja algum tipo de força sobre ele e, além disso, as pedras são pequenas, não chegam a causar qualquer tipo de engasgo ou asfixia. Mas caso você esteja insegura quanto ao uso da noite, uma alternativa é usar tornozeleira, dando duas voltas.

O meu eu comprei na Preciso Disso. Você consegue achar pelo instagram @precisandodisso ou no Facebook Preciso Disso. Falem com a Cláudia, ela é um amor e super de confiança. Vivo falando dela lá no instagram @blogmaenaodorme.

Bom, espero ter tirado todas as dúvidas de vocês. Caso ainda tenham alguma dúvida, podem deixar nos comentários. Leio todos e respondo todos também.

E se você curtiu esse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda

Anúncios

Carnaval: como proteger as crianças nas aglomerações e evitar doenças indesejadas

Para que as crianças aproveitem a folia de forma tranquila, Redoxitos indica os cuidados que os pais devem ter neste período

O carnaval já começou. Oba! Como esperei por essa data pra poder curtir junto com o João! Ano passado, no carnaval, eu estava grávida dele e só pensava o quanto seria legal estar com ele, fantasiar e curtir junto.

sessao-carnaval-luciana-thomaz-mae-nao-dorme

São dias de muita animação pelos bailinhos, blocos de rua, sambódromos e praias de todo o Brasil. Para muitos pais, é o momento de aproveitar o feriadão com os filhos. Mas, apesar de ser um período de festa, o tempo quente e úmido, por conta do verão, e a grande concentração de pessoas no mesmo espaço exigem atenção redobrada com as crianças.

Pensando nisso, a Redoxitos® listou algumas dicas para que o feriado de Carnaval seja aproveitado com muita tranquilidade em família.

carnaval-infantil-mae-nao-dorme

  •  Por natureza, as crianças gostam de correr e explorar o ambiente. Com isso, em locais de grande aglomeração, todo cuidado é pouco. Um segundo de distração pode ser crucial para que elas se percam. Para evitar situações como essa, o ideal é que elas tenham um crachá ou uma pulseira de identificação com seu nome completo e o nome da mãe, pai ou responsável, RG e telefone de um adulto para contato. É importante, também, procurar nunca soltar de sua mão e orientá-la a não conversar com estranhos. Uma opção legal, mas que algumas pessoas condenam é a mochilinha com guia. Não, não é cachorro. É excesso de zelo, só quem já perdeu uma criança em shopping ou aglomerações sabe do desespero que é, são segundos que parecem eternos.
  • Como se trata de um feriado que ocorre no verão, o uso de protetor solar é fundamental para os pequenos, que cairão na folia a céu aberto em horário apropriado, evitando exposição ao sol entre as 10 e as 16 horas. Além disso, é sempre bom vestí-los com roupas confortáveis, de tecidos leves e cores claras. Chapéu e boné são itens indispensáveis. As roupas com proteção solar que falei no post de ontem são ótimas opções também.
  • A saúde dos pequenos é uma preocupação constante dos pais. Entre as doenças que acometem as crianças nesta época, estão desidratação, diarreia e doenças de pele, como brotoeja, micose e impetigo.  A dica é alimentá-los e incentivar que eles bebam bastante líquido, principalmente água, para hidratar o corpo. Ao perceber qualquer sintoma com mais de 24 horas de duração, observe a condição geral da criança. Se ela estiver sem energia, sonolenta e com reações mais lentas, o ideal é ligar para seu pediatra ou levar a uma emergência mais próxima (eu sempre indico tentar ligar para o pediatra primeiro, se ele indicar ou se não conseguir falar com ele, aí sim levar numa emergência).

crianca-carnaval-mae-nao-dorme

Crianças com dieta irregular ou com baixo consumo de frutas e vegetais podem carecer de suplementos alimentares, por isso é indicado consultar sempre o médico pediatra. Eu indico também o Redoxitos®, já falei por aqui dela e no instagram também, é a vitamina C em forma de gominha. As crianças adoram (os adultos também rs) porque parece uma jujuba de laranja. Basta uma  por dia gominha por dia para suplementar as necessidades diárias do nutriente. A embalagem com 25 unidades geralmente é menos de R$11,00 e com 100 unidades, geralmente é R$39,00.

redoxitos-mae-nao-dorme vitamina-redoxitos-mae-nao-dorme

Roupa com proteção solar

Muita gente viaja hoje, algumas foram ontem e outras vão amanhã curtir o carnaval. E a maioria das que irão viajar, vão para regiões de praia. Mas até para quem não viajou e nem vai, nesse calor de meu Deus que faz aqui no Brasil (principalmente aonde eu moro, no Rio de Janeiro), dias de folga são sinônimos de praia e piscina, ainda mais quando se tem crianças.

Por esse motivo, pensei em conversar com vocês hoje sobre roupas com proteção solar (e também porque uma amiga sugeriu o tema e esse post é dedicado à ela rs).

Hoje em dia, o protetor solar é mais do que um ítem importante, é essencial, tem que passar toda hora, tem que reforçar, principalmente em crianças que além de não curtirem muito passar protetor (bebês então não param quietos para passar protetor), são peixinhos difíceis de tirar de dentro d´água, não é mesmo?

O lega é que atualmente você consegue encontrar roupas e acessórios com proteção UV  que são bem eficientes e equivalem a um protetor com fator 50. Apesar de não ser necessário passar protetor na parte coberta pela roupa, ela não substitui o protetor, apenas complementam a proteção nos lugares de maior exposição ao sol e evitam que tenha que passar toda hora o protetor nas partes cobertas pela roupa, deixando a criança bem à vontade para curtir a praia ou a piscina.

Algumas pessoas quando vêem a roupinha acham que a criança vai morrer de calor, mas ela é fininha e é super fresquinha e confortável. Algumas marcas até não deixam a criança sentir frio na água gelada.

Quando são confeccionadas essas roupas usa-se o dióxido de titânio, é um protetor solar, e mesmo que você lave, essa proteção não sai da roupa. Algumas marcas até tem um número específico de lavagem, mas a maioria não tem.

Uma roupinha normal protege 5% do sol, a roupinha com proteção solar protege 90% do sol. Essa diferença gritante se dá porque em uma comum quando os raios “tocam” a roupa, uma parte é refletida, mas outra parte atravessa a fibra do tecido e atinge a pele. Enquanto a roupa com proteção tem a capacidade de bloquear esses raios, só uma pequena parte atinge a pele.

O João tem alguns modelos que eu amo.

O macacão é da Chicco

O macacão é da Chicco

Na Decathlon vende o kit com bermuda, blusa e chapéu. Comprei também o óculos separado e que também tem proteção

Na Decathlon vende o kit com bermuda, blusa e chapéu. Comprei também o óculos separado e que também tem proteção

Óculos Kidz Banz

Óculos Kidz Banz

Da UV Line, uma das melhores marcas de roupas com preteção UV

Da UV Line, uma das melhores marcas de roupas com preteção UV

Agora que estão todos protegidos, uma boa praia, uma boa piscina, um bom carnaval. 🙂

E se você curtiu esse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda

Uma paixão chamada Boduchinhos

Amo mães empreendedoras. Acho corajosas e admiro tanto essa coragem. Tudo pela cria, sabe? Ah, se eu tivesse um terço dessa coragem….

A Ju da Boduchinhos é uma dessas mães que eu admiro. Que a maternidade deu forças e coragem de tirar um antigo sonho do papel e pôr em prática.

Tudo na Boduchinhos é inspirado nos filhos da Ju, um casal. Desde o nome “Boduchinhos” que é o apelido deles, a logo que é inspirada na mãozinha pintada do filho mais velho em um trabalho de artes, até as roupas e acessórios. Então, fica meio óbvio o carinho que tudo é preparado.

Todo mundo sabe do meu esforço em garimpar coisas fofas e diferentes e fico feliz demais quando encontro.

Eu realmente amo tudo da loja dela. O João tem várias coisas (sempre falo da Boduchinhos lá no instagram @blogmaenaodorme) e se pudesse teria mais. Fico babando nas roupas e acessórios de roupas de meninas, desejando ter uma (agora não papai do céu, é só jeito de falar).

Amo que eles fazem cueiros combinando com babadores bandana e outros acessórios. Ps: João tava desmaiado nessa foto rs

Amo que eles fazem cueiros combinando com babadores bandana e outros acessórios.
Ps: João tava desmaiado nessa foto rs

Minha última compra na boduchinhos: cueiro, babadores bandana e macacão que eu amo (super fresquinho)

Minha última compra na boduchinhos: cueiro, babadores bandana e macacão que eu amo (super fresquinho)

macacao-joao-boduchinhos-mae-nao-dorme

Além da Ju ser uma fofa e os preços serem maravilhosos de verdade, é tudo dodo jeito que eu gosto, procuro e sempre defendo. Roupas diferentes do que costumamos encontrar por aí, com carinha de criança e muito, muito, muito colorido. Amo as estampas e combinações de cores.

Separei meus preferidos pra vocês verem e babarem junto comigo.

Os babadores bandanas também são dupla face, aí combina com o look do dia sempre

Os babadores bandanas também são dupla face, aí combina com o look do dia sempre. Eu amo babador bandana, tenho vários e se pudesse teria mais rs

Por favoooor, o que é esse banho de sol?????w

Por favoooor, o que é esse banho de sol?????

bermuda-menino-boduchinhos-mae-nao-dorme

Essa é a minha próxima aquisição

Essa é a minha próxima aquisição

<3 infinitos

Os cueiros são dupla face, você pode escolher o lado que quer usar :)

Os cueiros são dupla face, você pode escolher o lado que quer usar 🙂

Eles têm cueiros em tamanhos especiais. Eu tenho, amo e uso até hoje, porque é um coringa pra tudo. Pra chão, pra cobrir, pra enrolar, fugir da chuva, etc.

Eles têm cueiros em tamanhos especiais. Eu tenho, amo e uso até hoje, porque é um coringa pra tudo. Pra chão, pra cobrir, pra enrolar, fugir da chuva, etc.

Sério. Não é pra sonhar com uma menina?

Sério. Não é pra sonhar com uma menina?

Olha esse vestidinho retrô <3

Olha esse vestidinho retrô ❤

E aí que eu tenho duas ótimas notícias: A primeira foi que eu vi no site deles que eles estão com frete grátis em compras acima de R$150,00. A segunda é que conversei com a Ju e ela separou um kit para a gente sortear no instagram @blogmaenaodorme (na verdade, ela separou dois, mas um é para menino e outro para menina, mas só vai ter um ganhador, hein!).

Kit se a ganhadora for menina <3

Kit se a ganhadora for menina ❤

Kit se o ganhador for menino <3

Kit se o ganhador for menino ❤

O site da boduchinhos é o www.boduchinhos.com.br

Instagram: @boduchinhos

Facebook: www.facebook.com/boduchinhos

E se você curtiu esse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda

O choro do bebê

Choro de bebê é uma das coisas mais desesperadoras que existe.

maternidade-choro-bebe

Lembro quando o João tinha uns 15 dias e ele estava com umas bolinhas e a pediatra mandou eu ir numa emergência (jamais faria isso de novo, um monte de criança doente e ele com 15 dias, foi uma loucura. Depois disso troquei de pediatra, para alguém mais atencioso)  e lá tinha um bebê de 1 ano e pouquinho que não parava de chorar, chorava aos berros mesmo. E eu me virei pro meu marido e disse que se fosse essa mãe (que estava com o bebê no colo) já estaria desesperada chorando junto. Meu marido disse que sabia que eu faria isso porque ele me conhece.

Acho que o que mais deixa a gente nervosa depois do parto é não saber o que o bebê quer, o porquê dele estar chorando.

Muitas pessoas dão logo o peito. Por conta do desespero, insegurança ou por achar mesmo que é fome. Mas nem sempre é fome e, como eu disse no post anterior, eu evitava ao máximo de colocar o João no peito se não tivesse no horário dele mamar.

Eu tentava ver se não era sono, fralda suja, cólica, dor de ouvido, calor, frio, etc. Se não fosse nada disso, aí sim eu dava mamar.

Mas e aí? Como saber se não é sono ou cólica ou dor ou qualquer outra coisa? Aí que o bicho pegava. E muitas vezes eu acabei chorando junto, sim. Mas eu também me absolvo disso.

Aí que meu marido teve a idéia de procurar artigos e vídeos que ensinassem a identificar o choro do bebê. Eu, antes dele fazer essa procura, nem sabia que existia diferença no choro porque, pra mim, todos os choros do João eram iguais. Uns mais intensos, outros mais baixinhos, mas todos iguais.

Depois que ele achou um vídeo que eu reparei que era verdade, os choros eram diferentes. Passamos a tentar decifrar, colocar em prática o que vimos no vídeo, como se fosse uma lição de casa. Algumas vezes dava super certo, era super nítido, mas na maioria das vezes, no sufoco, nem reparávamos pra isso.

Me ajudou um pouco e acho super válido ver o vídeo, entender que cada choro é de um jeito e, quem sabe, conseguir decifrar ele.

Com o tempo eu aprendi e sei exatamente o que ele quer só de olhar ou ouvir o chorinho. A gente aprende as particularidades do nosso bebê, não por causa de um vídeo, mas porque é nosso, tá com a gente sempre. E aí todo perrengue passa, fica tudo muito mais fácil.

Mas como sempre eu dou dicas no final do post, minha dica é de como acalmar um bebê.

– Som do útero acalma muito e sempre deixávamos pra ele no youtube pra ele dormir ou se acalmar. O que eu usava era esse:

 

– Fazer xiiiiii no pé do ouvidinho também funciona super.

– Fazer charutinho com um cueiro, manta, cobertorzinho. Eles se sentem mais seguros.

– Barulho do secador de cabelo

– Tem um app pra celular, o Sleep Baby, que tem os sons que o bebê gosta e que acalmam ele.

maternidade-sleep-baby-app

E se você curtiu desse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda

Principais doenças do verão e como se proteger

O verão já tá quase aí, começa no dia 21/12, e quando ele chega algumas doenças tornam-se mais frequentes por causa das características da estação. Por ser época de férias escolares, festas e de feriados prolongados, as pessoas saem e viajam mais. Então ficam mais tempo ao sol, comem em locais de lazer,  tem alta concentração de pessoas no mesmo local e vários outros fatores que aumentam o risco e exigem cuidados para prevenir doenças e garantir que a diversão não tenha que acabar mais cedo.

mae-nao-dorme-verao

O primeiro passo é evitar que as crianças fiquem expostas ao sol nos horários em que ele tá mais forte, e sempre se lembrar de passar o filtro solar. Outro cuidado importante é ficar atenta aos sinais que a criança pode apresentar, como falta de energia e qualquer alteração na pele.

No caso dos pequenos, o risco de pegar uma doença contagiosa é maior, porque o sistema imunológico ainda não está maduro.

mae-nao-dorme-criancas-na-praia

Essas são as doenças mais comuns da estação e algumas dicas importantes para evitar a suas incidências:

Conjuntivite – Inflamação na membrana fina e transparente que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras. A irritação pode ser provocada pelo sol ou pelo contato com substâncias irritantes, como a poluição ou o cloro de piscinas. Pode também ser causada por vírus ou bactérias. Para evitar a doença, é indicado sempre lavar as mãos, não coçar os olhos, usar óculos de natação e evitar abrir os olhos debaixo d’água.

Otite – O canal auditivo externo, situado entre a orelha e a membrana do tímpano, inflama-se com facilidade quando submetido a ventos e água, principalmente de piscinas, mas também de rios e mares. Pode ser causada por fungos ou bactérias e costuma provocar zumbido e dor forte. O ideal é evitar que a criança fique muito tempo à água e usar cotonetes só para higienizar o lado de fora do ouvido, já que a remoção da cera também pode causar otite.

Desidratação – É a perda de líquidos e sais minerais do corpo. Essa perda pode ser provocada por infecção intestinal ou pela exposição excessiva ao sol. Uma pessoa desidratada fica com sede, com a boca e mucosas secas, olhos ressecados e fundos, além de passar muito tempo sem fazer xixi. Para prevenir a desidratação, o ideal é usar roupas leves, tomar bastante líquido, não comer alimentos que tenham ficado muito tempo fora da geladeira e sempre permanecer em lugares arejados e frescos, longe do sol, para evitar um risco maior que é a insolação.

Diarreia e/ou vômitos – A diarreia pode ser por causa de vírus, bactérias, parasitas, efeito colateral de antibiótico ou o consumo de alimentos estragados ou contaminados. Para evitar, é indicado lavar as mãos constantemente, lavar as frutas e verduras que serão consumidas e redobrar o cuidado com os alimentos ingeridos fora de casa.

Doenças de pele – No verão, as crianças estão mais expostas à umidade, seja porque brincam na água ou só porque transpiram mais. O excesso de umidade favorece o aparecimento das doenças de pele, que são causadas geralmente por fungos ou bactérias. O ideal é trocar as roupas molhadas por secas, com preferência para aquelas de tecidos de algodão e de cores claras, pois permitem maior ventilação da pele e refletem os raios de luz e o calor.

As vitaminas são importantes para o bom funcionamento do organismo. Cada uma delas tem uma função específica que ajuda a prevenir doenças. A vitamina C, por exemplo, tá presente em frutas como laranja, limão e acerola, em folhas cruas e em vegetais. É um antioxidante que ajuda a aumentar a resistência às infecções e também é ótima na cicatrização.

As crianças precisam de mais atenção ao se alimentar para ter um bom desenvolvimento. Uma boa opção é a vitamina C em formato de gominha sabor laranja, que oferece de forma divertida a complementação alimentar de crianças de 4 à 10 anos. Uma gominha por dia já atende a necessidade diária de nutriente das crianças. A marca já tinha o pacotinho com 25 unidades e agora acaba de ampliar sua linha e apresenta uma nova embalagem com 100 gominhas, que alia praticidade e melhor relação custo/benefício. É super fácil de encontrar, em qualquer farmácia. Preço médio é de R$ 10,99 (25 unidades) e R$ 39,00 (100 unidades).

Redoxitos_25uni_ALTA Redoxitos_100uni_ALTA

E se você curtiu desse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda

Por que é de menina? Por que é de menino?

Meu sonho, desde pequena, foi ter uma menina. Sonhava em andar com uma verdadeira bonequinha. Logo que fiquei grávida, obviamente que torci para ser menina.

Os dias que antecederam o exame de sangue de sexagem foram o martírio para mim e minha família, parecia que nunca que passavam esses dias.

Como toda mãe recém descoberta, eu estava doida para comprar roupinhas para meu bebê. E começou a me incomodar muito você não encontrar mais hoje em dia coisas unissex. Como uma vendedora de uma loja me disse, é tudo muito direcionado. Por que diabos não pode existir uma roupa que um bebê menino e uma bebê menina possam usar?

mae-nao-dorme-rosa-azuk

Finalmente, o exame de sangue saiu e era menino. E pra minha surpresa eu me senti extremamente feliz. É muito louco isso, mas não fiquei nem um pingo decepcionada.

Ah, mas vestir menina é muito mais legal. Não, não é. Descobri que vestir menino pode ser muito, mas muito legal. É mais difícil, porque as lojas só tem coisa de meninas. De meninos, quando tem, é aquele basicão que eu odeio. Então eu busco, pesquiso, faço uma verdadeira garimpagem em brechós (onlines e físicos), sites, instagrans, lojas, feiras, etc. Eu busco o diferente, porque vestir menino é maravilhoso, um desafio.

Não sei como, um dia, pude pensar em ter uma menina. Ter menino é sensacional. Amo meu menino. ❤

Por esses dias, resolvi arrumar as gavetas do joão e separei tudo por tamanho e cor. A maioria das roupas que ele ganha é azul. Por que isso?

Outro dia coloquei nele um macacão de caveirinhas coloridas e todo mundo disse que era de menina. Por que?

Ele ganhou o boneco George (irmão da Peppa) da minha tia que disse que a boneca da Peppa era mais legal, que falava e tudo, mas que era de menina, né? É? Por que?

Depois descobri que muitas mães não deixam os filhos meninos verem o desenho da Peppa porque é muito rosa e porque é de menina. Oi??? Por que?

Uma amiga grávida estava procurando chupetas verdes e azuis, não podia ser nem amarela porque amarelo é de menina. Ahn??? Por que????

Um conhecido, ficou com raiva que o filho pediu um Ken pra brincar com as primas. E só liberou quando descobriu que o Ken era namorado da Barbie. Por que????

Essas coisas me irritam muito. Quem definiu que azul é de menino e rosa é de menina? E quem definiu que cores de roupa, desenhos, etc definem a sexualidade de UMA CRIANÇA? Sim, uma criança que nem entende disso.

Por que meu filho não pode brincar de casinha se na minha casa meu marido cozinha e me ajuda na faxina? Por que meu filho não pode brincar de boneca se meu marido troca fralda, dá banho, faz tudo com o João? Por que meu filho não pode usar roupa rosa se meu marido tem um monte de camisa rosa no armário? Não tem o menor sentido.

Essas coisas não fazem do meu marido menos homem. Pelo contrário, fazem dele muito homem, livre de qualquer tipo de machismo. E eu vou criar meu filho para ser assim, um verdadeiro príncipe.

Pesquisando inspirações de batizado pro João, me deparei apenas com azul e verde. Sério, até enjoei de tanto batizado azul e verde. Resolvi que não faria isso. O batizado do João vai ser colorido. Bem alegre. Do jeito que ele é, bem feliz. 🙂

E se você curtiu desse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda