Viajar com Crianças sem Enlouquecer

Final de ano e férias, melhor época para viajar, se divertir e colecionar momentos inesquecíveis!

Hoje eu vou dar dicas especiais para que o momento seja inesquecível, mesmo que seja com crianças!

viagemcomcriancas

Muitos pais tem muito receio de fazer atividades fora da rotina com os filhos. Seja pelo medo de sair da rotina ou não dar conta de “comandar” as crianças em uma viagem. Separei dicas especiais para você perceber que é possível viajar e ser feliz!

1- Faça um roteiro para a família: Já foi época em que você viajaria somente com uma mochila nas costas e escolheria o destino quando entrasse no carro. Viajar com crianças requer planejamento e um roteiro que inclua atividades para todas as idades! A partir disso, planeje uma viagem que atende a família completa! Resorts são ótimas opções, pois conseguem atingir todas as faixas etárias.

2- Faça malas práticas: A preguiça de se viajar com crianças começa na hora de arrumar as bagagens! Já começamos a pensar naquele monte de “tranqueira” que precisaremos levar e aí já desistimos, não é?
Uma dica é levar roupas fáceis de lavar e secar (sim, nessa idade não fugiremos de eventualmente precisar lavar uma roupa de emergência). Carrinhos estilo guarda-chuva e brinquedos dos quais sejam fáceis transportar! Como sabemos que crianças sujam muita roupa, pesquise se o Hotel oferece serviço de lavanderia e caso a resposta seja positiva, repense em diminuir o tamanho da bagagem e optar por lavar a roupa no local da hospedagem.

3- Nada de estresse: Lembre-se que a viagem deve ser um momento em lazer! Esqueça as neuras em casa, liberte-se dos enigmas da maternidade e curta! Deixe os pequenos livres para novas descobertas e para que a viagem seja motivo de muita felicidade.

4- Ah os imprevistos: Sim, eles são inevitáveis. Pode ser uma mala extraviada no aeroporto ou aquela virose no dia que vocês chegarem. Minha dica: relaxe! O jeito é lidar com tudo no bom humor e tentar soluções plausíveis sem tornar a viagem um estresse sem fim!

5- Alimentação: Nas férias, geralmente as crianças se alimentam mal. Não tem jeito, além das tentações, como sorvetes, restaurantes com sobremesas e outras coisas mais, a euforia das brincadeiras faz com que a fome seja esquecida. O jeito é procurar tem sempre lanchinhos saudáveis a mão e lembrar que quando chegarem em casa, tudo voltará ao normal! Eu garanto!

Beijos,

Fê!

E se você curtiu esse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Anúncios

6 destinos para visitar com as crianças nas férias

Está em dúvida onde passar as férias de julho com a criançada? Então, confira uma seleção com os melhores destinos aqui no Brasil para curtir com a família. E se uma viagem não está nos seus planos neste momento, não tem problema. Estas atrações podem ser visitadas em qualquer época do ano. Quem sabe uma delas não acaba virando o seu próximo roteiro turístico?

  • Instituto Inhotim

instituto-inhotim-mae-nao-dorme

 Imagem: Claudia Regina

Localizado na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, o Instituto Inhotim é um verdadeiro espaço cultural a céu aberto. O espaço tem uma enorme coleção de obras de arte contemporânea, distribuída pelas diversas edificações do local. A propriedade abriga ainda um grande acervo botânico, com foco nas espécies nativas. Um passeio muito divertido e informativo. E não é que brincando se aprende pela experiência?

Saiba mais: www.inhotim.org.br

  • Beto Carrero World

beto-carrero-mae-nao-dorme

 Imagem: Lucas Gomes

O maior parque temático da América Latina não poderia ficar de fora desta lista. Situado no município de Penha, em Santa Catarina, o Beto Carrero World possui parque de diversões, zoológico, teleférico, aquário e diversas atrações temáticas como a Ilha dos Piratas e a vila de Velho Oeste, sem falar dos shows e aventuras radicais. Precisa falar mais?

Saiba mais: www.betocarrero.com.br

  • São Paulo

sao-paulo-mae-nao-dorme 

Imagem: Diego Torres Silvestre

E, se você não mora em São Paulo, por que não visitar a capital paulista com seus filhos? A cidade de São Paulo é rica em história e cultura, não faltando atrações para se conhecer por lá. Vale incluir no roteiro visitas ao MASP, Parque do Ibirapuera, Memorial da América Latina, Estação da Luz, Museu da Língua Portuguesa, Pinacoteca e Aquário de São Paulo. E a culinária é um capítulo a parte. Não deixem de experimentar os sanduíches do Mercado Municipal, as pizzas do Bairro do Bixiga e o famoso pastel de feira.

Saiba mais: www.cidadedesaopaulo.com

  • Beach Park 

beach-park-mae-nao-dorme

Imagem: Silveira Neto

Misto de parque aquático e resort, o Beach Park é um complexo turístico localizado no Nordeste, próximo a Fortaleza. Além de oferecer várias opções de hotel, todos com meia pensão inclusa e recreação para as crianças, o espaço conta com mais de 18 atrações para todas as idades, como tobogãs de vários andares, circo aquático e saunas. A família toda pode aproveitar!

Saiba mais: www.beachpark.com.br

  • Foz do Iguaçu

foz-do-iguacu-mae-nao-dorme

 Imagem: Deni Williams

Uma das sete maravilhas naturais do mundo, as Cataratas do Iguaçu definitivamente são uma ótima opção de roteiro para férias com as crianças. A queda d’água fica localizada em uma reserva natural e o passeio de barco pelo rio é bastante popular entre a criançada! Foz do Iguaçu também conta com o Parque das Aves, um viveiro gigante com mais de 900 pássaros, entre papagaios, tucanos, beija-flores, corujas e mais 140 espécies. Brincando se aprende a respeitar e conservar a natureza.

Saiba mais: www.visitefoz.com.br

  • Fernando de Noronha

fernando-de-noronha-mae-nao-dorme

 Imagem: Rosanetur

Em uma pesquisa recente do Ministério do Turismo para saber quais eram os destinos preferidos dos pais para viajar com os filhos, Fernando de Noronha ficou em primeiro lugar. E não é pra menos. O arquipélago de Pernambuco não só tem uma beleza natural estonteante, como também conta com diversas atrações para os pequenos, como o Museu do Tubarão e passeios de barco para ver os golfinhos. O local também é sede do Projeto Tamar, que atua na preservação das tartarugas-marinhas e que, com certeza, vale uma visita!

Saiba mais: www.noronha.pe.gov.br

Gostou das sugestões de roteiro para viajar com as crianças nas férias? Qual destino você acha que os seus filhos mais gostariam de visitar?

Beijos,

Nanda

Se você curtiu esse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”.

Não esqueça também de curtir a gente no Facebook:http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Principais doenças do verão e como se proteger

O verão já tá quase aí, começa no dia 21/12, e quando ele chega algumas doenças tornam-se mais frequentes por causa das características da estação. Por ser época de férias escolares, festas e de feriados prolongados, as pessoas saem e viajam mais. Então ficam mais tempo ao sol, comem em locais de lazer,  tem alta concentração de pessoas no mesmo local e vários outros fatores que aumentam o risco e exigem cuidados para prevenir doenças e garantir que a diversão não tenha que acabar mais cedo.

mae-nao-dorme-verao

O primeiro passo é evitar que as crianças fiquem expostas ao sol nos horários em que ele tá mais forte, e sempre se lembrar de passar o filtro solar. Outro cuidado importante é ficar atenta aos sinais que a criança pode apresentar, como falta de energia e qualquer alteração na pele.

No caso dos pequenos, o risco de pegar uma doença contagiosa é maior, porque o sistema imunológico ainda não está maduro.

mae-nao-dorme-criancas-na-praia

Essas são as doenças mais comuns da estação e algumas dicas importantes para evitar a suas incidências:

Conjuntivite – Inflamação na membrana fina e transparente que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras. A irritação pode ser provocada pelo sol ou pelo contato com substâncias irritantes, como a poluição ou o cloro de piscinas. Pode também ser causada por vírus ou bactérias. Para evitar a doença, é indicado sempre lavar as mãos, não coçar os olhos, usar óculos de natação e evitar abrir os olhos debaixo d’água.

Otite – O canal auditivo externo, situado entre a orelha e a membrana do tímpano, inflama-se com facilidade quando submetido a ventos e água, principalmente de piscinas, mas também de rios e mares. Pode ser causada por fungos ou bactérias e costuma provocar zumbido e dor forte. O ideal é evitar que a criança fique muito tempo à água e usar cotonetes só para higienizar o lado de fora do ouvido, já que a remoção da cera também pode causar otite.

Desidratação – É a perda de líquidos e sais minerais do corpo. Essa perda pode ser provocada por infecção intestinal ou pela exposição excessiva ao sol. Uma pessoa desidratada fica com sede, com a boca e mucosas secas, olhos ressecados e fundos, além de passar muito tempo sem fazer xixi. Para prevenir a desidratação, o ideal é usar roupas leves, tomar bastante líquido, não comer alimentos que tenham ficado muito tempo fora da geladeira e sempre permanecer em lugares arejados e frescos, longe do sol, para evitar um risco maior que é a insolação.

Diarreia e/ou vômitos – A diarreia pode ser por causa de vírus, bactérias, parasitas, efeito colateral de antibiótico ou o consumo de alimentos estragados ou contaminados. Para evitar, é indicado lavar as mãos constantemente, lavar as frutas e verduras que serão consumidas e redobrar o cuidado com os alimentos ingeridos fora de casa.

Doenças de pele – No verão, as crianças estão mais expostas à umidade, seja porque brincam na água ou só porque transpiram mais. O excesso de umidade favorece o aparecimento das doenças de pele, que são causadas geralmente por fungos ou bactérias. O ideal é trocar as roupas molhadas por secas, com preferência para aquelas de tecidos de algodão e de cores claras, pois permitem maior ventilação da pele e refletem os raios de luz e o calor.

As vitaminas são importantes para o bom funcionamento do organismo. Cada uma delas tem uma função específica que ajuda a prevenir doenças. A vitamina C, por exemplo, tá presente em frutas como laranja, limão e acerola, em folhas cruas e em vegetais. É um antioxidante que ajuda a aumentar a resistência às infecções e também é ótima na cicatrização.

As crianças precisam de mais atenção ao se alimentar para ter um bom desenvolvimento. Uma boa opção é a vitamina C em formato de gominha sabor laranja, que oferece de forma divertida a complementação alimentar de crianças de 4 à 10 anos. Uma gominha por dia já atende a necessidade diária de nutriente das crianças. A marca já tinha o pacotinho com 25 unidades e agora acaba de ampliar sua linha e apresenta uma nova embalagem com 100 gominhas, que alia praticidade e melhor relação custo/benefício. É super fácil de encontrar, em qualquer farmácia. Preço médio é de R$ 10,99 (25 unidades) e R$ 39,00 (100 unidades).

Redoxitos_25uni_ALTA Redoxitos_100uni_ALTA

E se você curtiu desse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda