Aprender um novo idioma na infância cria adultos mais inteligentes

Segundo idioma deve ser inserido na vida da criança até os 12 anos de idade, garantem os especialistas.

bilingual-education-daycares

Até os sete anos de idade a criança consegue aprender e se expressar em qualquer idioma – é o que garantem os especialistas em desenvolvimento infantil.

Aprender uma segunda língua têm convencido os pais a procurar, cada vez mais cedo, por maneiras de ensiná-los e ambientá-los com o segundo idioma. O momento certo ainda é a grande dúvida: seria realmente verdade que, na primeira infância, essa imersão pode prejudicar ou confundir a criança? Para derrubar esse mito, um estudo das instituições canadenses Concordia University e York University, de Montreal e Toronto, respectivamente, e Université de Provence, de Marselha, França, garante que uma criança fluente em mais de uma língua não apenas não se confunde, como também tende a se concentrar mais do que aquela que só fala uma língua, a monolíngue.

Algumas outras pesquisas mostram que o ensino bilíngue pode impactar positivamente em alguns aspectos cognitivos e que os estímulos gerados na primeira infância ajudam a construir a língua falada. “As crianças que são submetidas a este aprendizado tendem a se focar mais nas tarefas e a desenvolver uma atenção melhor que os pares monolíngues, possivelmente pelo fato de terem, desde cedo, que prestar atenção nas diferenças entre as duas línguas na hora de ouvir e falar, antecipando de certa forma a consciência linguística e acelerando o desenvolvimento da lógica” – pontua a psicóloga doutora em Psicologia do Desenvolvimento Humano, Cristiane Pertusi.

“Oferecer educação bilíngue a uma criança desde pequena é facilitar o seu acesso às inovações que ocorrem a todo instante, ampliando  suas possibilidades e oportunidades de realizações. É comprovado que o estudo multicultural estimula o cérebro, o raciocínio lógico, a criatividade e a concentração, uma vez que elas  precisam reconhecer e diferenciar os fonemas e as palavras para conseguirem entender e ser compreendidas nesse novo espaço que habitam”, pontua a coordenadora bilíngue da Sphere, em São José dos Campos, Susan Clemesha.

Desta maneira, e muitas vezes sem se dar conta, as escolas que incluem o ensino de outro idioma na grade curricular contribuem de maneira significativa na vida adulta destas crianças.  “A criança possui uma curiosidade natural pelo conhecimento e pela aprendizagem. Nasce conhecendo o mundo através da boca, dos olhos, dos ouvidos, do corpo e conforme vão crescendo, o aprendizado passa a acontecer através do brincar, fundamental para a criança” – pontua Cristiane Pertusi.

A maneira mais eficaz de uma outra língua ser inserida no dia a dia infantil é por meio das escolas de educação bilíngue, ainda que voltada para os pequenos, são ministradas em inglês. CEO da Sphere, Arno Krug, complementa que, em pouco tempo de adaptação, as crianças automaticamente conseguem determinar o código apropriado para diferentes contextos e resolvem naturalmente essa questão, sem que haja qualquer prejuízo ao idioma materno ou dificuldade na alfabetização.

“Além da linguística, o envolvimento social e cultural com a nação de origem desse idioma deve ser incluído no panorama de ensino para ajudar no contexto e na ambientação do aprendizado”, completa Arno.

“As escolas IB compartilham uma filosofia em comum: compromisso com a alta qualidade, desafios e educação em âmbito internacional”, ressalta o CEO da Sphere International School, Arno Krug.

E a The Kids Club que está no Brasil, desde 1994, tem um método internacional que faz com que a criança interaja com o novo idioma, desde a primeira aula. As aulas ministradas através do método The Kids Club, permitem que todos os envolvidos participem e interajam durante todo o tempo, primeiro aprendendo o significado das palavras e frases em situações reais, para depois usá-las naturalmente. O aprendizado da leitura e escrita se dá em um segundo momento, exatamente como o processo de aprendizado e alfabetização.

Assim, é possível afirmar que ensinar um novo idioma a uma criança, da forma adequada, tem o poder de transformá-la para sempre.

Anúncios

Um comentário sobre “Aprender um novo idioma na infância cria adultos mais inteligentes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s