Gravidez ectópica ou tubária

gravidez-tubaria-mae-nao-dorme Logo que criei esse blog eu ainda estava grávida do João e meus únicos leitores eram meus amigos e minha família. O que me incentivou a continuar com o blog, inclusive, foi o retorno deles. Muitos vinham conversar comigo sobre o que eu escrevi. Alguns sem filhos, mas achando legal a forma de eu expressar o tema, outros porque passaram pelas mesmas situações e outros porque achariam que eu compreenderia a história deles. A Fê foi uma das pessoas desse último “tipo”. Ela é uma querida, a amo. Já fomos muito próximas, mas a vida acaba afastando as pessoas por conta da correria do dia a dia e até por outros caminhos que vamos seguindo. Graças à Deus o Facebook faz estarmos próximos das pessoas sem estarmos do lado, faz sermos íntimos, sem necessariamente trocarmos palavras diárias. Digo íntimo porque tem gente que acompanho pelas redes sociais e me sinto muito na intimidade dela. O fato é que a Fernanda (sim, ela também se chama Fernanda) veio me contar a história dela que poucos sabiam e, que mesmo com a nossa distância, ela preferiu que eu fosse uma dessas poucas pessoas (isso me deixou imensamente honrada). gravidez-ectopica-mae-nao-dorme Eu cheguei a dividir com vocês aqui no blog um pouco dessa história que era muito recente e que, mesmo querendo, ela não conseguia contar com muitos detalhes porque ainda era doloroso.  Na época nem mencionei o nome dela. Não lembro se foi à pedido dela ou eu que achei que não era melhor não fazer. Você pode ler o post aqui, mas resumindo, a Fê estava noiva quando veio a notícia da gravidez. Junto com o susto, a euforia em ser mãe e logo descobrir que o embrião havia se formado na trompa e que tinha que fazer uma cirurgia de emergência. Isso ocorreu em Janeiro de 2014, ela me contou em Março de 2014 e logo postei aqui (com autorização dela, claro). Depois disso ela seguiu a vida dela, se casou, conseguiu o lugarzinho para morar com o marido, criou um blog de casamento, o Casando em Curto Prazo, e finalmente agora, depois de mais de um ano, se sentiu a vontade de falar sobre o assunto no blog dela com maiores detalhes. casando-em-curto-prazo-mae-nao-dorme No post ela conta todos os sintomas que teve, como foi a sensação de descobrir que era mãe e logo depois ter essa notícia horrível, como lidou com isso e fala um pouco da gravidez ectópica (tubária). É um post lindo, você realmente se emociona, acredito que não só quem é mãe, mas acaba sentindo um pouco do que ela sentiu. Tenho certeza que aqui no blog tem mulheres que já passaram por isso e aconselho ler o relato da Fernanda no post dela. Acho importante essa troca de experiências, é bom para ambos os lados. Mas quero saber também aqui se alguém já passou por isso, se conhece alguém que passou, como foi e como lidou com essa situação. Não esqueçam de deixar seus comentários, hein!? Se você curtiu esse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme. Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com Beijos, Nanda

Anúncios

2 comentários sobre “Gravidez ectópica ou tubária

  1. melissamooser disse:

    Olá! Cheguei no seu blog procurando informação sobre sabão de coco! ehehhehe
    Eu passei por isso. Tive uma gravidez ectópica.
    Mas… Tenho uma correção a fazer!
    Nem toda a gravidez ectópica é tubária! No meu caso não foi!
    Ectópica quer dizer fora do útero, e pode ser nas trompas (tubas), nos ovários ou no colo do útero.
    Eu tive o último tipo, a chamada gravidez ectópica cervical. Esse tipo corresponde a 0,1% das ectópicas… Fala sério! Olha a capacidade da pessoa de se meter em estatísticas pequenas!

    No meu caso, eu havia feito um tratamento de indução em dezembro/2014, e no dia 30 fiz um beta e deu negativo. OK, bola pra frente!
    No dia 5 minha médica me pediu para fazer um USG para ver se poderíamos entrar com a indução novamente. Eis que o médico depois de muuuuuito tempo fala:
    Então (começou com então vc já sabe que vem problema!),não tenho uma boa notícia! vc engravidou! Tem um embrião aqui de 6 semanas, mas ele não está no lugar que deveria! Ele não está nas tubas ou ovários o que é bom, mas está no colo do útero!
    Depois de muitos e muitos anos tentando, a notícia: Vc engravidou! Me pegou de surpresa! Minha resposta foi apenas: Isso não é uma má notícia! Eu nunca cheguei tão perto!
    Saí da sala e liguei para meu marido e médica.
    Depois disso foram 4 semanas intensas, esperando se eu teria um aborto espontâneo, o que não aconteceu e tive que fazer curetagem.
    Eu sempre falei que fiquei 99% feliz e 1% triste! Fiquei feliz pois pra mim Deus havia mandado um anjinho pra mostrar pra mim que sim! Eu consigo engravidar! E triste porque afinal de contas é uma perda!

    Conto todos os detalhes no meu blog Caminhando e acreditando sempre! Se quiser dar uma passada pra ler, será muito bem vinda!
    http://caminhandoeacreditandosempre.blogspot.com.br/2015/01/montanha-russa-de-emocoes.html

    Que Deus abençoe muito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s