Mas pra que serve esse famoso colar de âmbar?

11026000_1784586818433564_816133807467833647_n

Sempre que posto uma foto do João no instagram @blogmaenaodorme, pelo menos uma pessoa pergunta que cordão é esse que ele usa e para que serve. Por isso resolvi escrever esse post de hoje esclarecendo todas as dúvidas que recebo sempre.

O cordão que o João usa é o colar de âmbar. Uso nele porque minimiza os incômodos e sintômas causados por conta dos dentinhos que estão nascendo. Ele pode também ter um efeito positivo sobre alergias, eczemas, erupções cutâneas, cólicas e doenças respiratórias, melhora o sono e a imunidade

É mágica? Não! É crença religiosa? Não! É medicina natural, uma tradição antiga na Europa e que chegou no Brasil cerca de uns quatro anos.

Confesso que, como muitas mães, só fui conhecer o colar quando a Gisele Bündchen postou uma foto dela com a filha e a filha usava. Daí fui pesquisar o que era, pesquisei depoimentos de mães que usavam no filho. Só encontrei depoimentos positivos e achei que seria a solução da minha vida. Depois que comprei vi que a Bárbara Borges também tinha postado foto do filho com o colar. Mas nessa foto ela também usava um e vi que para adulto funciona bem para outras coisas, mas não me aprofundei nessa pesquisa porque meu foco mesmo era pro João.

barbara-borges-mae-nao-dorme

gisele-bundchen-mae-nao-dorme

Eu sei que não existem estudos que comprovem a eficácia do uso do colar, o que existem são experiências pessoais e nelas que me baseei. Bem verdade também que depois que virei mãe eu tento de tudo que dizem que dá certo. Obviamente que não faço receitas milagrosas e nem malucas, mas tudo que acho que cabe na minha realidade, eu tenho. Algumas realmente dão certo, outras nem tanto. O âmbar foi uma das coisas que super funcionaram.

Eu comprei quando ele tinha uns dois ou três meses. Usei bastante, mas como ele não tinha nem sinal de dente, acabei tirando e esquecendo. Eis que os dentes começaram a nascer, ele tava super chatinho, chorando, sentindo dor e uma amiga me lembrou do colar. Coloquei de novo nele e, de verdade, ele virou outra criança, mudou da água pro vinho. Desde então nunca mais tirei dele e ele nunca mais sofreu com esses pequenos e chatinhos dentinhos.

O âmbar não é uma pedra, é uma resina vegetal que se tornou fóssil há aproximadamente 50 milhões de anos e é encontrada principalmente na região dos Bálticos. Nele se encontra o ácido succínico que fortalece o sistema imunológico, estimula o sistema nervoso e melhora o metabolismo. Por isso ele atua como um analgésico e antiinflamatório natural. Ele deve sempre estar em contato com o corpo, embaixo da roupa do bebê, porque o  contato com a pele faz com que as continhas do colar se aqueçam e liberem quantidades vestigiais do ácido succínico no corpo.

Existem muitas imitações e, inclusive, muita gente vendendo como se fosse verdadeiro. Então tome cuidado na hora de comprar. Você pode exigir o certificado de autenticidade. Mas também pode fazer alguns testes caseiros.

O primeiro consiste em colocar uma ou duas gotas de acetona/álcool em uma das contas do colar. Se ficar viscosa, pegajosa ou alterar a cor, não é âmbar.

O segundo teste consiste em misturar uma parte de sal com duas de água, dissolver e colocar o colar. Se boiar, é autêntico.

Além disso, quando você encosta no âmbar vai sentir que ele é morno, as imitações dele são mais frias.

O colar tem um nó entre cada conta. Assim, caso ele rompa, não caem todas as continhas, apenas uma. O fecho é de rosquear e coberto por âmbar para que o bebê não consiga abrir.

colar-ambar-mae-nao-dorme

O João se acostumou super bem, não incomoda em nada nele, ele não fica tentando puxar, nem nada disso. Quanto mais cedo ele usar, mais fácil dele se acostumar. É indicado desde os dois meses até dois anos de idade.

Eu não tiro pra nada, nem pra dormir, assim ele tem maior efeito terapêutico. Porque ele é seguro, é feito para se romper fácil caso haja algum tipo de força sobre ele e, além disso, as pedras são pequenas, não chegam a causar qualquer tipo de engasgo ou asfixia. Mas caso você esteja insegura quanto ao uso da noite, uma alternativa é usar tornozeleira, dando duas voltas.

O meu eu comprei na Preciso Disso. Você consegue achar pelo instagram @precisandodisso ou no Facebook Preciso Disso. Falem com a Cláudia, ela é um amor e super de confiança. Vivo falando dela lá no instagram @blogmaenaodorme.

Bom, espero ter tirado todas as dúvidas de vocês. Caso ainda tenham alguma dúvida, podem deixar nos comentários. Leio todos e respondo todos também.

E se você curtiu esse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s