Visitas pós parto? Eu apoio!

Uma das minhas metas para 2015 é ser mais ativa no blog e acredito que conseguirei, minha vida tá mais estável, o João tá numa rotina ótima e estou conseguindo, aos poucos, voltar com a minha vida, fazer mais coisas que não esteja o João envolvido.

New Year 2015

Queria então iniciar os posts desse ano falando sobre um post que vi num outro blog, (eu realmente não lembro o nome do blog) em que a mãe (blogueira) comenta que toda mulher, no fundo, não gosta de visitas pós parto, mesmo aquelas mulheres que não falam, pensam isso.

Bom, eu respeito muito quem não gosta de visita pós parto, respeito mesmo. Porque sei o quanto é cansativo, dolorido, estressante e tudo mais. É tudo muito intenso e realmente algumas mães preferem se reservar mais. Eu acho super válido, entendo perfeitamente. E por isso sempre pergunto às grávidas que conheço se vai querer visita no hospital e em casa. Respeito MUITO isso de verdade, é um momento totalmente particular e cada mulher tem a sua maneira de levar isso.

Porém, discordo totalmente quando a blogueira generaliza e diz que TODA mulher pensa assim, mesmo que lá no fundo.

NÃO, EU NÃO PENSO ASSIM, NEM LÁ NO FUNDO!

Eu antes de ter o João, avisei à todos os meus amigos e familiares o dia, horário e local, e pedi que eles fossem porque seria muito importante pra mim, precisava deles lá comigo. E foi, não só no pré parto, mas todas as visitas no pós parto foram extremamente importantes pra mim.

Quando cheguei no quarto e vi todos lá esperando por mim ainda, me preencheu tanto isso.

No momento que o João foi pro quarto a primeira vez, foi lindo, todos lá. Uma amiga filmou e eu amo esse vídeo, mesmo eu estando horrenda. rsrs.

Quando fui amamentar pela primeira vez, a enfermeira pediu gentilmente que todos aguardassem uns minutos do lado de fora para me darem mais privacidade. Achei que todos fossem embora naquele momento, mas não. Assim que a enfermeira liberou, lá estavam todos ainda. ❤

Eu não tinha dormido de ansiedade no dia do parto, o João nasceu 13:13 e até acabar o horário de visitas, que era às 20h, não parava de chegar e sair gente. Eu não me sentia cansada, eu não sentia sono, eu tava em “estado de adrenalina”.

Lembro que quase às 20h, uma amiga chegou. Ela tinha ido direto do trabalho e só conseguiu chegar aquela hora. Ela trabalha num hotel e fez questão de comprar um presente pro João na lojinha do hotel. Eu achei aquilo tão lindo, eu fiquei tão feliz com aquela visita que encerrou meu dia, que guardo com muito carinho os dois presentinhos que ela deu.

Me senti acolhida, me senti amada, me senti compreendida, me senti mais forte por passar por essa fase. Eu precisava disso, cada pessoa que entrava no meu quarto do hospital ou na minha casa, me trazia energias positivas “lá de fora”.

Digo lá de fora porque, além de tudo, é como se fosse um período de reclusão. Fiquei 3 meses sem poder ir em ambientes fechados com muita gente, só podia passeios curtos e em ambientes abertos. Como o João nasceu no inverno, acabamos não saindo muito. E não ter a liberdade de ir comprar qualquer coisinha no shopping, nem que seja rapidinho, foi completamente depressivo pra mim.

Veja bem, essa não é uma crítica ao outro post que me referi, não é mesmo. Porque como disse e repeti, eu entendo totalmente, mas não posso concordar que toda mulher pensa assim. Porque eu não penso assim. E mesmo que eu seja a única mulher no mundo que não pensa assim, ainda assim não serão TODAS.

Obrigada a todos que foram me visitar no hospital, na minha mãe, na minha casa. Mesmo que tenha sido rápido. Até mesmo os que não puderam ir, mas mandaram mensagens, ligaram, fizeram Facetime. Vocês todos foram muito importantes na fase que, ao mesmo tempo, foi a mais feliz e difícil da minha vida. Obrigada por fazerem desses dias melhores e mais fáceis. Obrigada por cada palavra de apoio, por cada olhar de apoio e carinho, por cada abraço, por cada beijo, por cada presente. Nem que eu fique o dia todo aqui escrevendo e agradecendo vou conseguir expressar toda a minha gratidão por suas visitas.

visitas-maternidade

Um pouco dos que estavam lá minutos antes do João nascer. E olha que tinha mais gente. Entende a energia positiva que eu disse?

 

Inclusive, nunca tive a oportunidade de agradecer à minha amiga que fotografou todos os momentos desse dia (quando eu digo todos, são todos mesmo, até eu me credenciando pra entrar na maternidade rsrs). Acho que ela não tem idéia do quanto foi importante, do quanto se tornou íntima e do quanto foi eternizada em nossos corações. No dia eu estava tão em alpha que não pude agradecer. Muito obrigada!

E a minha dica para as gravidinhas que possam vir a ler esse post é que parem para pensar nisso, nessa decisão de ter ou não ter visitas. Leve em consideração seu estilo de vida, o que você pensa a respeito e como leva as coisas. Não fique pensando no que os outros vão pensar, deixa eles pensarem porque quem vive isso tudo é você e quando eles saem por aquela porta, quem fica no perrengue é você. E, na verdade, a maioria das pessoas entende e respeita a decisão, mesmo que ela for a de não receber visitas. Tudo está na maneira que é falado, caso não queira receber visitas, explique com carinho isso, o motivo de ter tomado essa decisão e fala que assim que se sentir melhor, avisará a todos e todos serão bem-vindos. Pensa, mas pensa com carinho nisso. 😉

E se você curtiu desse post, clica aqui em “Gosto” e em “Compartilhar”. Não esqueça também de curtir a gente no Facebook: http://facebook.com/maenaodorme e nem no Instagram: @blogmaenaodorme.

Para falar comigo, meu e-mail é fernanda_carvalho@globo.com

Beijos,

Nanda

Anúncios

Um comentário sobre “Visitas pós parto? Eu apoio!

  1. Bernadete disse:

    sua linda!
    Eu ameeeei passar o dia com vc! Amei ver o João nascer. Você não tem ideia do quão especial foi pra mim!!!
    João mora no meu coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s